Gerador de Ozônio para uso Medicinal

Eixos Tecnológicos
O Problema

16 mi de diabéticos no Brasil. Devido a um pequeno machucado no pé, pessoas passam a visitar um ambulatório mensalmente, com uma cansativa higienização em casa. Vi que há pessoas com parte do pé raspada para evitar proliferação das bactérias, e assim há mais de 10 anos. Feridas debilitam, causam traumas e mexem com a autoestima. Além disso, outros tipos de patologias dermatológicas - numa amostra, uma micose acomete quase 30% das pessoas, com fungos nas unhas das mãos ou dos pés.

A Solução

Desenvolvemos uma forma de acelerar a cicatrização - um equipamento capaz de incorporar ozônio à água, e aplicá-la à higienização: uma sessão acessível ao o usuário, obtem-se o resultado de retração da ferida, até sua cicatrização, num curto espaço de tempo.

O Mercado

O mercado de saúde no Brasil movimenta R$550 bilhões/ano, enquanto estética movimenta R$38 bilhões/ano. Só a cidade de SP, há 4 anos atrás, tinha 1 atendimento por hora, apenas no SUS. 2% dos diabéticos no BR, tem uma úlcera durante 1 ano. Além da enorme quantidade de pessoas que desistem de visitar o hospital devido ao aparente não desaparecimento da ferida, o que piora o quadro.

O Concorrentes

Há basicamente 2 tipos de equipamentos no mercado: fabricantes nacionais que montaram seu equipamento com qualidade básica, e os fabricantes que importam algum produto da China e disfarça algumas características. Temos vantagem porque desenvolvemos puramente no Brasil com capacidades e durabilidade muito superiores.

O Modelo de Receita

O modelo é B2C, com estrutura de um site de vendas além da venda direta pessoal, com sistema de boletos online. Nosso produto custará abaixo de R$3000,00 enquanto os concorrentes vendem de R$3600 a R$6500.